Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ninguém é feliz sozinho

Ninguém é feliz sozinho

J, arrive

sobral.jpg

Fora de série o concerto de Salvador Sobral no Centro Cultural de Belém em Lisboa,  depois no Porto e hoje ainda em Aveiro, para os felizardos que tenham conseguido bilhete, pois as casas estão cheias.

Na sala escurecida ouve-se a voz de Sobral e as primeiras notas de «J,arrive», a história dos que se vão, simbolizados pelos crisântemos, de crisântemo em crisântemo as nossas amizades partem, como a sentia Jacques Brel.

Estava ganha a partida. Mas o concerto não cessou de nos emocionar, com as belas canções, a encenação, as letras difíceis, o respeito pela poesia acima de tudo. Canções que o tempo não envelheceu e que muitos não ouviam há muitos anos.

Sem dúvida um excelente intérprete. Talvez venham aí mais concertos, Leonardo Cohen, por exemplo, quem sabe.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D