Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ninguém é feliz sozinho

Ninguém é feliz sozinho

Mais um caso de violência doméstica

tijoleira.jpg

No decurso deste ano já morreram assassinadas às mãos dos seus maridos ou companheiros, 21 mulheres. Assustador.

Dá que pensar. Muito há a fazer no campo da educação e da capacitação de cada um, ou cada uma, para recusar a violência, antes que seja tarde demais.

Agora vou contar um exemplo «incorreto» presenciado na zona em que vivo. Noite adentro os vizinhos acordaram assustados com os gritos, choros e sons de confronto de um casal. Chamada, apareceu a policia, com prontidão até, que conversou com o casal, informando sobre a situação penal.

De manhã cedo, à partida do homem, assomou a mulher sorridente à porta a despedir-se.

Como se tivesse sido apenas mais uma noite. Nada de mais, portanto. Nada de procurar mudar comportamentos, ou pelo menos tentar, antes que seja tarde e que as tristes estatísticas venham  ainda a aumentar.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D