Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ninguém é feliz sozinho

Ninguém é feliz sozinho

Passar dos 40 para os 30, que alívio

sesim.jpg

Neste último fim de semana, muitas foram as localidades portuguesas que sofreram  com os quarenta e tal graus de calor. A opção foi, ficar em casa em hibernação, ou dentro de água, se a houvesse, ou talvez dentro do fresquinho do cinema. Mas até a eletricidade teve falhas nalguns centros comerciais.

Conheço contudo, quem se queixe de que trinta e tal de temperatura, já é demais. Lembremo-nos de não dizer que é mau, porque ainda pode ficar pior.

Mas agora que regressámos aos trinta, sentimos todos um grande alívio.

Come a sopa

praia oeste.jpg

Dia de praia, de piscina e de muitas brincadeiras. Hora do calor e da procura de uma sombra numa esplanada para a família, pais, tios e filhos, almoçar e retemperar as suas forças.

Há muito que os mais novos, sobretudo duas petizas, com cerca de dois anos, ou talvez ainda menos, estavam esgotadas, há muito que alguém deveria ter reparado nisso.

Não devem ser as crianças a acompanhar os horários dos adultos, mas sim os adultos a pensar no bem estar dos mais pequenos.

Resultado, uma birra de sono, interminável.

Come a sopa, gritavam à vez, a mãe desesperada, a tia, o pai e o tio. Come. Olha o avião. Só uma colher. Come, senão levas, a ameaça tradicional. Come. Gritos e apenas mais gritos da menina. Até que por fim, num ato de rebeldia a criança exausta parte com raiva a colher de plástico, a colher do seu castigo.  

Ainda pensei numa cena triste de pancadaria, felizmente cada vez mais raras em público, mas nessa altura um dos tios pegou nela ao colo e afastou-se um pouco até a criança adormecer.

Mães e pais que me ouçam, não é a gritar que os meninos comem melhor a sopa. 

Noites quentes

espet noite.jpg

Estão a chegar as tão desejadas noites quentes. Noites em que se pode sair, apanhar fresco, convivendo ou vivendo de outra forma ao ar livre.

Em Lisboa há muito por onde escolher, esplanadas à beira rio, concertos e espetáculos vários.Tão variados e para tantos gostos e idades, com o benefício extra de muitos serem gratuitos.

Para poder escolher basta consultar os sites adequados, por exemplo da Câmara de Lisboa, do Teatro S. Carlos e outros.

Aproveitemos então, pois como todos sabemos, o Verão é bem curtinho.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D