Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ninguém é feliz sozinho

Ninguém é feliz sozinho

A baixa de lisboa

Quem como eu, trabalhou longos anos na «baixa», assistiu ao seu declínio, à sua desertificação, ao abandono e encerramento de lojas.

Durante anos, ao sair do trabalho, depois das 19 horas, quase não se via ninguém nas ruas, era um susto até chegar aos autocarros e mais tarde, ao metro.

Ao abandonar esta minha atividade profissional, posso dizer que assisti com alegria ao ressurgimento desta zona da cidade. 

Primeiro foi a reconstrução do Chiado, depois do incêndio, pois há males que vêm por bem.

A seguir foi a requalificação do Terreiro do Paço, a abertura dos cafés e das muitas esplanadas que criaram um polo de atração e deram vida a uma praça, que nos anos 70, ainda me lembro de ser usada como parque de estacionamento.

A conclusão das obras na frente ribeirinha também valorizou e muito, esta zona,

Mais recentemente foram os cruzeiros: diariamente e durante quase todo o ano, chegam à cidade, grandes embarcações cheias de turistas, que mesmo que não vão mais longe, sempre passeiam pelo quadriculado daquelas ruas.

Os lojistas da baixa, tem acesso a um «site» informativo da atividade portuária e sabem exatamente quais os paquetes que vão chegando e a capacidade de cada um.

A baixa de Lisboa ressurgiu, ganhou nova vida, esperemos que o país consiga também criar as condições para o seu ressurgimento. 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D