Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ninguém é feliz sozinho

Ninguém é feliz sozinho

Simplificar as nossas vidas

janelo.jpg

No outro dia encontrei uma mãe a carregar coisas da mala do carro para a arrecadação da casa dos seus pais.

Eram caixas e caixotes com brinquedos, livros, roupas e outras tralhas, que a senhora lá ia empurrando e empilhando conforme podia. Chamou-me especialmente a atenção um conjunto de cozinha de brincar, que parecia mesmo uma bancada com fogão, forno e micro ondas, dadas as dimensões e o seu aspeto.

Os filhos cresceram e já não brincam nem precisam daquilo, disse, acrescentando ainda, a falta de espaço.

Ora, antes de mais, porque damos tantas coisas aos nossos filhos? Atravancamos os seus quartos, as nossas casas, e as nossas vidas, com o que se precisa e o que não se precisa.

E depois, para quê, guardar tais coisas numa cave poeirenta e húmida, onde se vão estragar e pior, de onde sairão com alta probabilidade, diretas para o lixo ?

Ora, mais valia tentar vender ou oferecer a alguma instituição que pudesse aproveitar.

Há que saber simplificar as nossas vidas para deixar entrar a luz pelas janelas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D