Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ninguém é feliz sozinho

Ninguém é feliz sozinho

O mistério dos moinhos de pimenta

pimenta.jpg

Cá em casa gostamos de pimenta e também de canela nos doces, noz moscada e por aí fora. Especiarias, enfim. Em busca delas foram os antigos até ao fim do mundo. Concentremo-nos porém, na primeira. Usamos moinhos para saborear a comida apimentada com mais aroma e paladar.

Entretanto, o nosso velho moinho deixou de moer e tive de comprar um novo. Uma perfeição, achei. Mas passou depressa, pois ao fim de poucas semanas só rodava sem moer, apesar de eu (tentar) apertar e desapertar a rosca de cima.
Como não se deita nada fora, fui recuperar o antigo, que agora depois da pausa, e por razões misteriosas, trabalha maravilhosamente.

Assim, neste momento, temos à mão dois moinhos de pimenta, contando ter pelo menos, um de reserva para qualquer imprevisto.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D