Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ninguém é feliz sozinho

Ninguém é feliz sozinho

Livros e leituras

livro.jpg

 

Trata-se de um dos últimos livros que li e que maior prazer me deu, chama-se «Os portugueses», escrito por um inglês, Barry Hatton, residente em Portugal e casado com uma portuguesa e que pretende apresentar o «verdadeiro retrato de um povo único, fascinante e contraditório.»

 

O livro começa por referir as características lutas com os touros, ou touradas portuguesas, faz uma apreciação histórica das singularidades do país, desde os primórdios da nacionalidade, a idade média, os ecos do império, o mundo que fala português, o terramoto e as invasões francesas, a ditadura, o novo Portugal, a geração União Europeia, comentando ainda a «loucura ao volante» e a «importância de se comer bem». 

 

Mas o mais importante desta visão é a recusa em caracterizar o país como atrasado ou alienado, ideia que eu partilho, com gosto. Portugal tem uma das histórias mais antigas da Europa, uma história secular, tendo sabido sobreviver a diversos perigos e situações adversas, adaptando-se, resistindo sempre.

Leiam que vão gostar.    

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D