Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ninguém é feliz sozinho

Ninguém é feliz sozinho

J, arrive

sobral.jpg

Fora de série o concerto de Salvador Sobral no Centro Cultural de Belém em Lisboa,  depois no Porto e hoje ainda em Aveiro, para os felizardos que tenham conseguido bilhete, pois as casas estão cheias.

Na sala escurecida ouve-se a voz de Sobral e as primeiras notas de «J,arrive», a história dos que se vão, simbolizados pelos crisântemos, de crisântemo em crisântemo as nossas amizades partem, como a sentia Jacques Brel.

Estava ganha a partida. Mas o concerto não cessou de nos emocionar, com as belas canções, a encenação, as letras difíceis, o respeito pela poesia acima de tudo. Canções que o tempo não envelheceu e que muitos não ouviam há muitos anos.

Sem dúvida um excelente intérprete. Talvez venham aí mais concertos, Leonardo Cohen, por exemplo, quem sabe.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D