Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ninguém é feliz sozinho

Ninguém é feliz sozinho

As intrincadas relações de vizinhança

azulejos.jpg

Era sempre a mesma coisa, por mais que pedisse com jeitinho, por mais que solicitasse com educação, às segundas feiras levava sempre com a roupa a secar dos vizinhos de cima, a bater nas suas janelas, a sujar os seus vidros e a tapar as suas vistas. 

Não sabia mais o que fazer, e pensava conformada que também naquela prédio havia diferentes tipos de vizinhos.

Foi então que um dos seus filhos, quase adolescente, com as mãos sujas de uma laranja que tinha acabado de comer, abriu a janela e num repente, antes que tivesse tempo para a mãe reagir, limpou as mãos aos lençóis molhados da vizinha de cima. 

Os lençóis ficaram como bem podem calcular, mas o problema da roupa a secar e a bater nas janelas de baixo nunca mais se repetiu.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D