Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ninguém é feliz sozinho

Ninguém é feliz sozinho

Ainda a propósito do dia internacional da mulher

Ontem comemorou-se o dia internacional da mulher.

Ouve-se cada vez mais perguntar os «porquês» e os «para quês» desta comemoração.

Mas basta olhar à volta para perceber como, infelizmente, ainda faz falta uma data que nos lembre a situação das mulheres.

No nosso país elas continuam a ganhar cerca de 20 a 30% menos do que os homens.

A participação feminina nos lugares políticos ou empresariais é ainda muito baixa. 

Por outro lado, são assustadores os números que nos falam da persistência de violência doméstica, o número de mulheres mortas pelos maridos ou companheiros e o facto de esta violência ser muitas vezes já existente no período do namoro.

E que dizer da existência de países onde as mulheres nem sequer podem conduzir o seu automóvel?

E que dizer da prática da mutilação genital feminina?

E que dizer de os prémios desportivos serem em regra inferiores para as mulheres, assim como o «cachet» pagos aos atores e atrizes?

Tantas as razões que justificam ainda esta data comemorativa.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D