Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ninguém é feliz sozinho

Ninguém é feliz sozinho

A longa espera por táxis no aeroporto de lisboa

lar.jpg

Quem acaba de aterrar no aeroporto de Lisboa, de regresso ao seu lar doce lar, ou em corrida para uma reunião de trabalho ou no princípio das suas férias, só quer sair dali rapidamente.

Mas conseguir um táxi pode não ser nada fácil e até demorar quase tanto, ou mais, do que a viagem de avião.

Há falta de táxis em Lisboa? Eles dizem que não e agora com a «uber» e outros parecidos, não me parece ser esse o caso.

Os táxis estão lá, o sistema é que funciona mal. 

Ora, penso ser fácil conseguir que os táxis se aproximem, se não em três faixas paralelas, pelo menos em duas. Devendo os passageiros aguardar num corredor central de forma a agilizar os procedimentos de entrada na viatura e não como agora atravessar com as malas pela frente ou por trás do carro de forma desordenada.

Será que um sistema de chamada automática, para as diferentes filas, 1,  2, ou 3, não poderia ajudar?

Ninguém quer pensar nisto?

Os nossos museus

brasao.jpg

Muito se queixam entidades ligadas à cultura pelas faltas de meios, quer falta de dinheiro, quer falta de recursos humanos.

Há sempre falta de qualquer coisa.

Chegam a fechar salas de museus, por não haver vigilantes.

Ora isto, num país vocacionado para o turismo e infelizmente, para pouco mais, não devia acontecer.

E então as câmaras de vigilância, também não as há? 

E os trabalhadores voluntários, alguém se lembrou deles?

Há anos, encontrei num dos maiores museus do mundo, o conhecido Met, Museu Metropolitano de Nova York, uma senhora de muita idade que me confessou ser vigilante voluntária naquele museu. Quando lhe perguntei qual era a sua recompensa, respondeu-me, «passo os meus dias entre as melhores obras artísticas da humanidade e isso é mais do que suficiente para mim.»

Ao menos que não haja falta de imaginação para colmatar tantas outras faltas. 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D