Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ninguém é feliz sozinho

Ninguém é feliz sozinho

Notícias da Grécia, gregos e troianos - colaboração de Suzana Toscano

O nascimento da minha neta luso-grega, aqui em Atenas, correu bem, mas a questão do nome tem sido a mais complicada. Quem diria, podem pensar os incautos, pois se há tantos nomes em comum!, e escusam de desfiar Helena, Cristina, Sofia, Ana, Irene, Elisa, Anastásia e mais um ror deles. Escusam, porque o maior obstáculo é mesmo a terrível «tradição», a qual é devidamente acompanhada pela atuação concertada da família, uma instituição muito poderosa aqui nestas paragens.

Diz então a tradição que o filho terá o nome do avô paterno e a filha o da avó paterna (os avós maternos não entram na tradição nem os apelidos ficam no registo) o que, no caso, levaria a que a minha neta se chamasse ...Antígona! E dito assim, nem parece tão mal, já estou por tudo, mas haviam de ver a complicação da escrita, cheia de ditongos impronunciáveis, de tal modo que, mesmo depois de tanta convivência, ainda não consigo dizer ou escrever o nome duas vezes seguidas da mesma maneira. Definitivamente, não!

Além disso, aqui não autorizam mais do que um apelido ou seja, o do pai. Em regra, os gregos têm apenas um nome próprio e o apelido do pai, lá ficava varrida a origem portuguesa do nome da garota! Estava quase decidido que ficaria então Laura, lindo nome português do agrado dos pais mas, claro, impossível, disse a avó paterna a cortar cerce o desvario. E não podia, porque aqui o nome de Laura é italiano e, como tal não existe no cardápio dos Dias do Nome. Ora, o Dia do Nome é mais celebrado do que o dia do aniversário, por isso a menina ficaria privada desses festejos e muito penalizada junto dos amiguinhos gregos que andarem com ela na escola....

Passaram nove meses de discussão e amuos, mais três dias sobre o nascimento da miúda, finalmente houve fumo branco, fica Zoí Maria, Zoí significa Vida, Maria é a portugalidade assumida, agradou-se a gregos e lusitanos, mas não me perguntem como se escreve, se com «e» se com «i», se com acento ou sem ele, porque já ouvi tantas versões...(suspiro).

Filaki Filaki (beijinhos).

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D