Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ninguém é feliz sozinho

Ninguém é feliz sozinho

Transportes públicos, Metro e Lisboa

alfam.jpg

Há carros a mais nas grandes cidades, e agora falo por Lisboa, onde circular e estacionar é muitas vezes um problema. Por isso, anda-se muito mais depressa de transportes, sobretudo de Metro. Mas os serviços prestados pelo Metro, apesar do alargamento das linhas, ou até talvez por causa dele, têm vindo a piorar, é uma constatação.

Os comboios escasseiam, não são regulares, as carruagens vêm cheias, apresentam-se sujas e desgastadas, há muitos atrasos, falhas, paragens, interrupções ou «perturbações na linha», como lhe chamam.

Ora, manda o bom senso, que devia ser norma suprema de uma empresa pública, que antes de serem investidos milhões em mais obras e alargamentos na rede, fossem isso sim, melhorados os serviços que existem.

Com o  Metro a funcionar como deve ser, muitas deslocações de automóvel seriam escusadas e também os autocarros circulariam melhor, cumprindo os seus horários, o que neste momento é quase uma lotaria devido ao caos no trânsito.

As cidades só têm a ganhar com a melhor qualidade dos serviços públicos de transportes.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D