Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ninguém é feliz sozinho

Ninguém é feliz sozinho

Coisas que devem ser ditas

SESIMB.jpg

Há tempo que se discutia a necessidade de obras de esgotos, infraestruturas e repavimentação de várias ruas, do lado poente do município de Sesimbra.

Em ano de eleições autárquicas vai de fazê-las. A obra que era para estar pronta no inverno, arrancou finalmente na primavera e estende-se pelo verão fora e talvez ainda pelo outono adentro, dado o seu arrastar.

Podem imaginar o que isto significa para aquelas paragens.

São ruas e ruas esburacadas e intransitáveis, quer para os carros, quer para os parques de estacionamento, quer para os peões, pois não houve sequer o cuidado de instalar passagens pedonais que facilitassem o acesso às praias. 

As ruas são escavadas várias vezes, ao sabor das diferentes empreitadas, que me parecem incompreensíveis, primeiro as tubagens, depois as redes elétricas, as águas, ou outras, e quando se pensa, parece que deste lado já acabaram, vêm outra vez as máquinas pesadas para abrir de novo as valas. 

Não haveria outra maneira de fazer estas obras, começar e acabar logo, rua a rua? Alguém que faça obras no soalho da casa onde vive, não levanta o chão todo de uma vez, tornando a casa inabitável.

Mas são assim as obras feitas por alguns municipios, e depois ainda querem que os eleitores votem neles.

Mudanças, aquele terror

vasos pendurados.jpg

Para muita gente, as mudanças de casa são um pavor e com razão. Mas depois vem a parte boa, que é podermos fazer um recomeço, arranjar finalmente as cadeiras estafadas, os móveis manchados, escolher tecidos modernos, pendurar os quadros de outra maneira, e sobretudo, despachar lixo e inutilidades.

Por razões desta vida, que, como sabemos, é como um interruptor, tanto pode estar para baixo como para cima, fiz uma mudança da Ericeira para Sesimbra.  

Cansativa a mudança, é certo, mas gratificante, agora que as coisas já estão «quase» no seu novo sítio certo.

E aqui vai uma confidência, na primeira noite passada no novo lar, fomos presenteados à meia noite com um belo fogo de artifício em cima do mar, pois que era dia de festa em Sesimbra. Pena foi que as forças vivas sesimbrenses não o tivessem divulgado melhor, pois não vi qualquer anúncio ou cartaz na vila.

Por isso vos deixo com imagens de uns bonitos vasos pendurados que podem servir para embelezar qualquer varanda, com ou sem mudanças. 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D