Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ninguém é feliz sozinho

Ninguém é feliz sozinho

Praias cheias

italia.jpg

Praias cheias, esplanadas, cafés e restaurantes a abarrotar, no nosso litoral, sobretudo no Algarve.

É assim o mês de agosto. Fora  deste mês, mesmo com a caloraça, as coisas tornam-se mais calmas e agradáveis. 

Mas há sempre pequenas historietas próprias destas noites quentes. 

Corriam os empregados do café para dentro e fora da casa para servir os clientes da esplanada, com as mesas todas ocupadas e ainda mais gente à espreita para ver se conseguia uma mesita.

Hora do café depois do jantar. «O que vai ser amigo»? Pergunta o empregado encalorado ao grupo sentado à espera.

Ora, pedir e servir um café não é tarefa nada fácil, pois os portugueses gostam bem de complicar esse pedido.

Café, descafeinado, bica dupla, cheia, meia cheia, chávena escaldada, chávena fria, com leite, com cheirinho, e por fim o café normal. 

Tantos e tão variados foram os requisitos, que o empregado, já que ninguém lhe simplificava a vida, resolveu ser ele a fazê-lo, e vai de gritar ao balcão, «são nove bicas para a mesa do canto.»

E assim passou a ser. Vieram as bicas, já servidas por outro empregado, igualmente suado, e toca a pagar e a andar que isto hoje está muito cheio.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D