Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ninguém é feliz sozinho

Ninguém é feliz sozinho

Para começo do ano

arraiolos.jpg

Na minha faixa etária, são cada vez mais, as pessoas à minha volta com cancro, ou doenças graves. Algumas já partiram, outras por cá andam, vivendo um dia de cada vez, como acho que deva ser.

Vem isto a propósito de uma vizinha, que se debate há poucos anos, com um cancro dos intestinos, neste momento controlado, mas que se desloca regularmente ao Instituto Português de Oncologia. Vinha a sair um destes dias, quando encontra desfeita em lágrimas, uma senhora talvez nos «setentas», a lamentar-se da angústia e dos tormentos da doença e das consultas. «Eu quando venho aqui fico sempre transtornada», dizia ela.

A minha vizinha, que perdeu recentemente num neto, ainda criança, também vítima de cancro, ajudou, «Tem razão, tanta gente nova, crianças, bebés e já com este sofrimento.»  «Não», replicou a senhora chorosa, «não é pelos outros é por mim, pois nunca sei o que me vão dizer, se estou pior ou melhor.» 

Aí, a minha vizinha não se conteve, «mas com as nossas idades, já vivemos as nossas vidas, pior ou melhor, e há que encarar a situação, porque ninguém cá fica. Agora os novos, esses sim.»

Ora aqui vai um «post» para nos lembrarmos, neste princípio de ano, de viver com lucidez cada dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D