Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ninguém é feliz sozinho

Ninguém é feliz sozinho

O filme Silêncio

silencio

 

por sol.jpg

Encontra-se em exibição nos cinemas do País, o magnífico filme de Martin Scorcese, «O Silêncio», que retrata o papel de missionários jesuítas portugueses, no Japão do século XVII, alturas em que o cristianismo foi alvo de uma feroz repressão.

Os cristãos que então viviam no Japão só podiam celebrar a sua fé de forma oculta, pagando por vezes, a sua lealdade, com a prisão, a tortura e a vida.

Mas o alvo preferencial dos inquisidores japoneses não eram os humildes camponeses, mas os padres, ou seja, os jesuítas esclarecidos, que divulgavam a fé cristã.

Aprisionar um jesuíta e conseguir que ele abjurasse, e passasse a viver como japonês ou budista, era o grande objetivo dos inquisidores, que assim procuravam demonstrar que a religião e o Deus dos cristãos de pouco valiam.

Como obter a abjuração de um jesuíta? Manter-se-ia o jesuíta fiel às suas crenças, mas à custa do sofrimento e morte dos pobres cristãos japoneses? 

É este o dilema do filme. O silêncio, a ausência de respostas, quando são mais precisas e procuradas e cada um tem apenas de agir segundo a sua consciência.

Vejam o filme.  

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D