Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ninguém é feliz sozinho

Ninguém é feliz sozinho

O acolhimento de crianças e os números

lisb

Cabe ao Estado, tal como o concebemos hoje, proteger os mais fracos. Ora entre estes encontram-se em primeira linha, as crianças. As crianças sem família, abusadas, maltratadas ou negligenciadas. Nisto estamos todos de acordo.

Acho que também estamos de acordo ao reconhecer que os irmãos não devem ser separados e que mais vale uma família de acolhimento do que uma instituição. E que há muitas famílias em listas de espera para poderem adoptar.

Por isso, o que não se entende é porque o acolhimento familiar é tão baixo em Portugal, (cerca de 4% contra por exemplo, 90, 5% na Irlanda), tendo vindo a baixar nos últimos anos. 

Refere o Diário de Notícias que «por cada menor o Estado entrega 330 euros mensais à família de acolhimento», ...sendo que as instituições, que todos percebem que ficam muito mais caras, «recebem no mínimo 700 euros.»

E então porque não privilegiar os laços familiares, no caso de existirem e tentar encontrar dentro da família biológica alguém com condições para acolher aquela criança? Por cerca de 300 euros, penso que poderia aparecer alguém capaz.

Se não conseguem pensar no bem estar da criança, ou no superior interesse do menor, como dizem os juristas, ao menos que se pense nas contas públicas. 

aqui:/http://www.noticiasmagazine.pt/2016/ser-de-alguem/

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D