Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ninguém é feliz sozinho

Ninguém é feliz sozinho

Coisas do passado

catos.jpg

Foi num inverno muito frio e chuvoso, nos finais da década de sessenta, que a Senhora Reitora do Liceu Feminino Maria Amália Vaz de Carvalho, fez uma curta declaração difundida pelos comunicadores de todas as salas de aula, autorizando as alunas a poderem usar calças, «dadas as baixas temperaturas que se faziam sentir em Lisboa.»  

Ou seja, as calças eram permitidas, porque se considerava serem mais quentes que as meias de lã até ao joelho, usadas pelas mais novinhas, ou os collans, que então começavam a aparecer.

Na verdade, nada podia deter a moda das calças femininas, porque as professoras mais novas, sobretudo, as de germânicas, que tinham visitado ou estudado na Inglaterra ou na Alemanha, já então as usavam no Liceu.

Mas as calças tinham de ser usadas debaixo da bata branca, pois então. 

Era o tempo das mini saias e dos calções curtinhos, mas sempre com a batinha branca por cima.

Agora os jovens vestem sem submissão a códigos de vestuário, a não ser os dos seus «bandos», ou das posses familiares, mas tirando as calças largueironas a cair e a mostrar a roupa interior, que felizmente parecem estar a passar de moda, gosto de ver a diversidade e a criatividade de cada um.

Ora muito se andou para chegar até aqui.

 

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D