Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ninguém é feliz sozinho

Ninguém é feliz sozinho

A tortura dos voos aéreos

ceila.jpg

Dizem que uma em cada quatro pessoas tem pavor a viajar de avião. Deve ter a ver com aquele velho mito de Ìcaro, que ao voar alto, ficou com as suas asas de cera derretidas pelo calor do sol e veio a desfazer-se no solo. 

Eu diria que o pior não é o estar dentro do avião, mas sim conseguir lá chegar. 

Ele são os aeroportos e os céus congestionados, os atrasos, as mudanças de terminais dentro do mesmo aeroporto que podem levar mais do que uma hora, sim nos grandes aeroportos, mas pior do que tudo são os chamados controles de segurança. 

Um destes dias, assisti em Londres, ao pânico causado por uma mala abandonada numa das portas de embarque, com o desvio, imediato dos passageiros. Entretanto a sua dona, calmamente voltou de uma ida à casa de banho, sem se dar conta do sururu que tinha acabado de causar.

Mas também com tantas restrições as pessoas já se baralham.

Muda-se de terminal, novo controlo. Toca a passar pelas máquinas, a levantar os braços, tirar cintos e relógios, sapatos e mais que seja. Qualquer dia iremos de roupa interior.

Tudo em nome da segurança.

Dantes não era tão complicado. Por isso, é preciso sempre muita calma e o enfoque no nosso destino, quer seja uma praia paraíso, como a da foto, ou um lugar mais simplório, e o lembrarmo-nos que em tempos idos atravessar os oceanos levava semanas ou meses de grande penar.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D